Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Meus parceiros...

Imagem
Se tem um negócio pra mim que vale muito, é a parceria que tenho com meus blogs e perfis literários... Eles me ajudam com a divulgação (do livro, sinopse, autora), escrevem resenhas, têm o maior carinho comigo e com os autores nacionais em geral e sempre fazem questão de passar para seus seguidores que no Brasil também tem obras com qualidade. Que vale a pena investir um dinheirinho para valorizar o nosso trabalho e nos incentivar para que a gente não desanime diante de um mercado tão concorrido e saturado de obras estrangeiras com renome mundial.
Quando lancei O quarto do sonho em dezembro/2014 e comecei a receber as propostas de parceria, eu ficava meio sem saber o que fazer. Era escritora de primeira viagem mesmo e só o que me restava era confiar. Todos merecem o meu carinho, mas dos vinte parceiros que tenho hoje, tiveram seis que brilharam nos quesitos divulgação - publicação de resenha - feedback. Vejo como eles tratam todos os seus parceiros, como respondem aos seguidores e realm…

Como a literatura erótica pode influenciar na vida das pessoas?

Imagem
Ler, de uma forma geral e dentre inúmeros outros benefícios, aumenta o nosso vocabulário e estimula escrita. Aguça a criatividade e nos possibilita passear por universos jamais visitados, morando dentro de nós mesmos.
No caso da literatura erótica e focando no universo feminino, acredito que além disso tudo, a linguagem sensual mexe diretamente com a libido e nos deixa cheia de ideias para dar aquela apimentada na relação. Atua na autoestima, no entendimento quanto nossas preferências íntimas e nos faz enxergar (e avaliar) com outros olhos os (pré)conceitos de o que é ou não, tabu... E assim nos permitimos quebrá-los.Mas como para a imaginação não existem limites, o ponto negativo disso é que algumas pessoas tendem também a comparar os relacionamentos fantásticos dos livros e geralmente com finais felizes, aos nossos da vida real que passam por oscilações de amor e de humor, transformando suas relações de "cotidianas" para "frustradas" em questão de páginas.
Outro p…